Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008
How Can I Tell You

 

 


 

How can I tell you that I love you, I love you
But I cant think of right words to say
I long to tell you that Im always thinking of you
Im always thinking of you, but my words
Just blow away, just blow away
It always ends up to one thing, honey
And I cant think of right words to say
Wherever I am girl, Im always walking with you
Im always walking with you, but I look and youre not there
Whoever Im with, Im always, always talking to you
Im always talking to you, and Im sad that
You cant hear, sad that you cant hear
It always ends up to one thing, honey,
When I look and youre not there
I need to know you, need to feel my arms around you
Feel my arms around you, like a sea around a shore
And -- each night and day I pray, in hope
That I might find you, in hope that I might
Find you, because hearts can do no more
It always ends up to one thing honey, still I kneel upon the floor
How can I tell you that I love you, I love you
But I cant think of right words to say
I long to tell you that Im always thinking of you
Im always thinking of you....
It always ends up to one thing honey
And I cant think of right words to say


publicado por Fecho Aberto às 22:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008
Tudo o que eu te dou

 

 



publicado por Fecho Aberto às 12:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008
Silence

 

 



publicado por Fecho Aberto às 10:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 16 de Setembro de 2008
Voar com você

 

 



publicado por Fecho Aberto às 01:06
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 14 de Setembro de 2008
Tast it

 

 



publicado por Fecho Aberto às 17:24
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 13 de Setembro de 2008
ROXIE HART

 

 



publicado por Fecho Aberto às 22:43
link do post | comentar | favorito
|

Voo Doo Child

 

 



publicado por Fecho Aberto às 19:03
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008
Jardins proibidos

 

 

 


Quando amanheces, logo no ar,
Se agita a luz, sem querer,
E mesmo o dia, vem devagar,
Para te ver.

E, já rendido, ver-te chegar,
Desse outro mundo, só teu,
Onde eu queria entrar um dia,
Pr'a me perder.

Pr'a me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz,
Entre as mulheres.

Quebra-se o tempo, em teu olhar,
Nesse gesto, sem pudor,
rasga-se o céu, e lá vou eu,
Pr'a me perder

Pr'a me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz,
Entre as mulheres.



publicado por Fecho Aberto às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 9 de Setembro de 2008
Pontes entre nós

 

 


Eu tenho o tempo,
Tu tens o chão,
Tens as palavras
Entre a luz e a escuridão.
Eu tenho a noite,
E tu tens a dor,
Tens o silêncio
Que por dentro sei de cor.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

Eu tenho o medo,
Tu tens a paz,
Tens a loucura que a manhã ainda te traz.
Eu tenho a terra,
Tu tens as mãos,
Tens o desejo que bata em nós um coração.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.



publicado por Fecho Aberto às 09:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Encosta-te a mim

 

 


Encosta-te a mim,
nós já vivemos cem mil anos
encosta-te a mim,
talvez eu esteja a exagerar
encosta-te a mim,
dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou,
deixa-me chegar.
Chegado da guerra, fiz tudo p´ra sobreviver
em nome da terra, no fundo p´ra te merecer
recebe-me bem, não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói, não quero adormecer.

Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim.

Encosta-te a mim,
desatinamos tantas vezes
vizinha de mim, deixa ser meu o teu quintal
recebe esta pomba que não está armadilhada
foi comprada, foi roubada, seja como for.

Eu venho do nada, porque arrasei o que não quis
em nome da estrada, onde só quero ser feliz
enrosca-te a mim, vai desarmar a flor queimada
vai beijar o homem-bomba, quero adormecer.

Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo o que não vivi,
um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim



publicado por Fecho Aberto às 09:02
link do post | comentar | favorito
|

The Violin Fantasy

 

 



publicado por Fecho Aberto às 02:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008
Histórias de amor

 

 

 


Entre  montanhas de sentimentos, 
O amor, água cristalina,
escorre e faz brotar espuma.
  
 
É uma cachoeira movendo a
roda da vida,
refletindo em prismas de raios
de luz.
 
 
História de amor
que transcede, junta tempo,
 espaço, cores, formas e tamanhos.
 
 
Com amor  conseguimos
ver pessoas, coisas,
paisagens com brilho especial.
 
 
Deparamos com cenários
diversificados que nos
impulsiona.
 
 
Quando atinge o ápice,
o auge, tudo se transforma.
 
 
É um vulcão a derramar lavas
incandescentes a queimar.
 
 
O amor vai crescendo,espalhando,
 esparramando;
 Um mundo cheio de
estrelas com brilho reluzente,
 a felicidade à torná-las
cadentes,
vislumbra diante de nós.
 
 
 
 
 
Nelim Monti  


publicado por Fecho Aberto às 01:17
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 2 de Setembro de 2008
Azymuth

 

 

 

 

 



publicado por Fecho Aberto às 08:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Crazy for you

 

 


Swaying room as the music starts
Strangers making the most of the dark
Two by two their bodies become one

I see you through the smokey air
Cant you feel the weight of my stare
Youre so close but still a world away
What Im dying to say, is that

Chorus:

Im crazy for you
Touch me once and youll know its true
I never wanted anyone like this
Its all brand new, youll feel it in my kiss
Im crazy for you, crazy for you

Trying hard to control my heart
I walk over to where you are
Eye to eye we need no words at all

Slowly now we begin to move
Every breath Im deeper into you
Soon we two are standing still in time
If you read my mind, youll see

(chorus)

Its all brand new, Im crazy for you
And you know its true
Im crazy, crazy for you



publicado por Fecho Aberto às 08:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Visitas
olhinhos
posts recentes

Everybody Hurts

Para o mais que perfeito ...

Profundamente

All I need is you

Sexy music

deixa-me voar nas tuas as...

vejo-te nas minhas sombra...

Erotica

Sweet dreams

Princesa presa!

Amor e sexo

May it be

Parabéns minha Fada!

The Best

I'm yours

a tua imagem

para ti...

em todos os géneros e fei...

You are my pretty woman

Apenas amor e nada mais.....

Te Amo y Te Necesito

Angel are real...

Reflexões de paixão

Her morning elegance

Feelings

Fada da minha viagem

Melody in the Key of Love

Meu raio de sol, que me i...

Tu és tão linda para mim

a caminho de ti...

Também o meu anjo te prot...

Unforgettable

Love

All you need is "me"!

A tua canção

Fada do amor

Silêncio

balada para ti

Lost without your love

La tortura (do meu pensam...

Chega de saudade

Amor e Sexo

All that jazz

uma lágrima de saudade

espero-te...

Iris - Goo Goo Dolls

Mais e mais

Imagine

I should have known bette...

The Moment of Peace

links
pesquisar
 
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags